domingo, 24 de março de 2013

A importancia dos Katas no Judô.

Muitas pessoas que conhecem o Judô apenas acompanhando a prática esportiva do mesmo não sabem que o Judô possui também diversos katas (termo que significa “forma” ou “sequência”), que são ensinados, atualmente, apenas para alunos mais graduados. Os katas fazem parte de uma metodologia de ensino nas artes marciais muito antiga e muito importante. Alguns estilos antigos de jujutso só treinavam os katas, deixando de lado o randori, por conta da própria violência de cada uma das técnicas. Para Jigoro Kano, o treino do kata é fundamental para um praticante de judô que busca a excelência. Segundo Jigoro Kano:

"Aprender kata é semelhante a aprender gramática para o estudo da escrita, e a prática do randori é semelhante à prática da escrita em si. Em outras palavras, para escrever uma redação, é necessário o conhecimento da gramática. Do mesmo modo, para praticar bem o randori, é necessário o conhecimento do kata. Além disso, por mais que um indivíduo domine a gramática, isso não pressupõe que ele vá produzir boa literatura. Por outro lado, se o indivíduo tem apenas conhecimento limitado de gramática, não consegue escrever bem de jeito nenhum. Esse princípio vale também para o jujutsu, se não estudarmos o kata, poderemos até chegar a aprender métodos de defesa e ataque, mas não chegaremos à maestria." (Jigoro Kano)

É claro que a prática do randori é muito mais interessante para todos, até porque é mais realista. Entretanto, o kata é o fundamento, é a gramática, é onde está sistematizado em detalhes o fundamental de cada técnica, do kuzushi, tsukuri e gake. Por isso Jigoro Kano recomenda a prática de ambos, para aqueles que buscam a maestria e excelência. Infelizmente, nem todos compreendem a prática e a finalidade dos katas. Jigoro Kano percebia isso e sobre isso disse:

"Acredito que os principais motivos para a criação e a prática do kata ainda não são completamente compreendidos por muitos alunos de Judô dos tempos modernos, por isso os aprendizes não conseguem apreciar a verdadeira relevância do kata. Quando isso ocorre e eles não conseguem compreender a verdadeira finalidade de um kata, fico um pouco desapontado".(Jigoro Kano)

Dizia o mestre "Jigoro Kano" que nos kata estão o significado e a Ética do judo A prática dos kata desenvolve no judoca maior sensibilidade na compreensão das técnicas, lhe dado maior capacidade para penetrar na ciência dos golpes, na filosofia desta nobre arte.
Uke e tori devem treinar os kata com rituais, passos e movimentos do corpo de ataques e de defesa em perfeita concentração e harmonia, formando os dois uma só unidade. Se durante a prática não conseguir chegar a esse ponto, não entenderá a essência dos kata.

Existem dez tipos de kata, que começam e terminam com cortesia.
NAGE NO KATA = formas de projeção.
KATAME NO KATA = formas de imobilização.
KIME NO KATA = formas de decisão. Seu sinônimo, shiken-shobu-no-kata =formas de luta real.
JU NO KATA = formas de delicadeza.
KODOKAN GOSHINJITSU = defesa pessoal de kodokan.
KOSHIKI NO KATA = formas arcaicas. Outra denominação kitô-ryu-no-kata = formas do estilo kitô.
ITSUTSU NO KATA = cinco formas.
SEIRIOKU ZÊN YÔ KOKUMIN TAIIKU NO KATA = formas de educação física popular com o uso benéfico da energia.
FUJOSHI YÔ GOSHIN NO KATA = formas de defesa pessoal feminina.
IPPON YÔ GOSHI NO KATA = formas gerais de defesa pessoal."

Fontes: Judo no Kenkyu / judoctj


Nenhum comentário:

Postar um comentário